sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Pôr-do-sol duplo

Tatooine não existe, mas para fãs da série Guerra nas Estrelas a célebre cena em que Luke Skywalker admira o duplo pôr-do-sol não está mais tão longe da realidade. A Nasa, agência espacial norte-america, confirmou nesta quarta-feira (14/09) a descoberta de um planeta circumbinário, isto é, que orbita duas estrelas. O planeta, denominado Kepler-16b, está a 200 anos-luz da Terra.


Diferentemente de Tattoine – o planeta-natal da família Skywalker –, o Kepler-16b é frio e gasoso. Segundo a Nasa, sua descoberta demonstra a diversidade dos planetas existentes na Via Láctea.

“Essa descoberta confirma uma nova classe de sistemas planetários que pode conter vida. Como a maioria das estrelas em nossa galáxia é parte de um sistema binário, isso implica que as oportunidades para a existência de vida são muito maiores do que se os planetas se formassem apenas em sistemas com uma estrela”, disse William Borucki, principal pesquisador da missão Kepler.

Segundo o cientista, a descoberta confirma uma teoria que os cientistas têm há décadas, mas que até agora não havia sido comprovada. A análise dos dados obtidos pelo telescópio espacial Kepler foi feita no Instituto Seti, na Califórnia.

O planeta, do tipo de Saturno, leva 229 dias para orbitar as duas estrelas. As estrelas têm tamanhos diferentes, com a maior tendo 69% da massa do Sol, e a menor, 20%. Segundo os cientistas, o planeta deve ter se formado a partir do mesmo disco de poeira e gás que deu origem às estrelas.

A descrição do Kepler-16b será publicada na sexta-feira (16/09) na revista Science.

O artigo Kepler-16: A Transiting Circumbinary Planet (doi:10.1126/science.1210923), de Laurance R. Doyle e outros, pode ser lido por assinantes da Science em www.sciencemag.org.

Mais informações: www.nasa.gov/kepler.

fonte: Agência FAPESP

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros fóton Blog

O designer fóton Blog

Twitter