quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Muitas cidades: O próximo destino é o meu destino!

Por Lilian Müller*
De Cusco/Peru
Via O Viajanate na TV

Você já foi à Irlanda? Não? Pois eu acabo de sair de lá! E ela está bem no centro de Cusco, no Peru. Estranho? Tudo menos isso. Ontem tive uma noite tipicamente irlandesa: pub, sinuca, cerveja. Como bebe o povo da terra da cerveja! Assim fica impossível ser travel-writer… Juro que neguei os drinks que me empurravam, mas a insistência me fez pensar que seria desfeita recusar a Irlanda que queriam me mostrar de camarote. Cedi.


Explico: três irlandeses resolveram abrir um albergue em Cusco, o Wild Rover. Vim parar aqui por força do destino ou, o que acredito mais, pelo faro. Com uma simpatia incrível, me receberam em seu “país” por uma noite. Os donos e os muitos irlandeses que trabalham no lugar me apresentaram ao enorme pub que há no albergue, todo de madeira e com direito a um grande balcão, como os que existem na Irlanda. Me fizeram participar do campeonato de sinuca da noite, do qual, claro, logo fui excluída por não acertar nem a bola branca. Conheci o jovem Che Guevara (que anda super em alta aqui no blog) na figura de um neo-zelandês, que vem desde o Chile pilotando uma scooter, aquelas motos pequenas e nada potentes, e pretende assim chegar aos Estados Unidos. Não escreve um diário mas presenteia quem está por perto com histórias que só quem se permite pode contar. Torço por esse louco! Dizem que loucos atraem loucos… melhor não chegar a nenhuma conclusão!

Na Praça
Nesse momento, vejo Cusco pela janela do ônibus que vai me levar a Ica. Meu plano inicial era ficar 4 dias na cidade. Foram 14 – ok, com um pequeno intervalo de 3 dias para visitar Machu Picchu. O motivo? Como essa Irlanda cusquenha que me apareceu ontem, a cada dia Cusco me apresentava mais uma de suas tantas faces, que pedia calorosamente para ser explorada. Multicidade! Fiz o que pude: visitei ruínas de antigas civilizações, me admirei com as construções e as tecnologias que esses povos dominavam. Subi morros, comi milho e até porquinho da índia. Me impressionei com a imensidão das montanhas andinas vistas de baixo, verdes, unidas. Senti frio, senti o calor. Conheci a animada vida noturna da cidade, que faz os turistas se acabarem nas pistas de dança! Dancei reggaeton e até funk carioca. Mas compartilhei também espaços agitados onde gringo não tem vez, nos quais peruanos mexem-se de uma forma que eu não pude ao dançar a fervente cúmbia. Tomei drinks gratis, oferecidos aos montes nas portas das boates para chamar clientes. Fiz amigos, conheci pessoas do mundo, me inspirei…

Antes de Colombo
Amigos pelo mundo
Cusco já não aparece mais atrás do vidro. O próximo destino é o meu destino!

*Lilian Müller é jornalista, travel-writer do programa Viajante na TV e mantém o blog Viajar é (um) Barato

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros fóton Blog

O designer fóton Blog

Twitter