sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Amedeo Avogadro, o advogado que revolucionou a química e a física

Amedeo Avogadro é autor de um dos mais importantes princípios da química moderna, hoje conhecido como lei de Avogadro. Lorenzo Romano Amedeo Carlo Avogadro, Conde de Quarequa e de Cerreto, herdou o título de nobreza do pai, um célebre advogado, presidente do senado do Piemonte em 1799.

Apesar de formado em ciências jurídicas e de haver praticado a advocacia, Avogadro manifestou, desde cedo, interesse pelas ciências naturais, estudando por sua própria conta, química, física e matemática. Em 1809 foi admitido como professor de física no Reale Collegio di Vercelli.


Em 1811, Avogadro publicou um artigo em um jornal científico, onde ele fazia a distinção entre moléculas e átomos. Afirmava (ao contrário do que se pensava) que, no caso da água, os "átomos" de hidrogênio e oxigênio eram na verdade "moléculas". Uma molécula de oxigênio reagiria com duas moléculas de hidrogênio (H2O).

Assim enunciou sua famosa hipótese: "Iguais volumes de quaisquer gases encerram o mesmo número de moléculas, quando medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão".

Seus contemporâneos recusaram-se a aceitar essa idéia o seu trabalho foi negligenciado. Avogadro trabalhava só, escrevia em jornais pouco divulgados e era muito religioso e modesto.

Além disso estava na moda a Eletroquímica, desenvolvida por Galvani e por Volta, que teve o seu pesquisador, Berzélius, contra o princípio de Avogadro, pois acreditava que uma composição química deveria ser formada pela atração de partículas contendo cargas opostas. Esse conceito prevaleceu por quase sessenta anos após a publicação dos trabalhos de Avogadro. Em 1820 Avogadro obteve a cadeira de física da universidade de Turim e escreveu vários trabalhos sobre questões de química e de física. Em 1850, retirou-se da universidade.

Somente em 1858, quando Stanislao Canizzarro estabeleceu em definitivo a teoria atômico-molecular, é que a hipótese de Avogadro foi universalmente consagrada como lei. Durante a Conferência de Karlsrue, na Alemanha, em 1860, Cannizarro forçou a apresentação de Avogadro, mostrando que suas idéias permitiriam não só a determinação das massas atômicas das moléculas, mas também, indiretamente, dos seus átomos constituintes. Esta era a chave para a unificação da química em torno de uma base única.

A conseqüência mais importante da lei de Avogadro foi o estabelecimento da constante conhecida como número de Avogadro, cujo valor foi pela primeira vez determinado, com certa aproximação, em 1865.

O Número de Avogadro é o número de moléculas contidas em um mol de qualquer substância. Seu valor é 6,02252 x 1023. O Volume de Avogadro é o volume ocupado por 1 mol de qualquer gás, nas condições normais de temperatura e pressão (273 K e 1 atm). Nessas condições, seu valor, calculado pelo físico austríaco Joseph Loschmidt (1821 - 1895), é 22,412 litros.

fonte: UOL Educação

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros fóton Blog

O designer fóton Blog

Twitter